Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sem tempo.

16.04.14

O que eu preciso mesmo, ao contrário do resto do mundo, é que os dias tenham menos horas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas.

16.04.14

 

E aquelas pessoas que têm blogues, mostram as fotografias dos filhos mas não se mostram a elas?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Não recomendo. A não ser que apreciem comer malaguetas em forma de atum.

Apreciando, só naquela, tenham um extintor por perto.

 

#vaistãoapanharamor

Autoria e outros dados (tags, etc)

YEAH! \m/

15.04.14


Estive a ver alguns vídeos do The Voice - Portugal e lamento horrores que os concorrentes raramente optem pelo Rui Reininho. Não percebo onde têm a cabeça. Grande, Gabriela! Adoro AC/DC! \m/

Autoria e outros dados (tags, etc)



Adoro riscas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chega uma hora em que pensas: afinal, isto faz-se. Mas depois, não se faz porra nenhuma e custa mais do que nunca.
As sextas nunca foram os meus dias preferidos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

(...)

11.04.14

Quando julgamos não poder amar mais, vem a saudade e o coração aumenta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Conversas.

10.04.14

Laminhas: Olá!

Eu: Olé! 

Laminhas: Estás boa?

Eu: Sim. :)

Laminhas: Precisas de alguma coisa?

Eu: Não. :)

Laminhas: Pronto. Se precisares, estou aqui.

Eu: Era só isso? :)

Laminhas: Sim.

Eu: ♥♥♥

 

 

[ao telefone]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Esta miúda é uma inspiração.

Descobri-a, esta semana, através da Jessica.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Falta-me metade.

09.04.14

O meu Amor não está. Não vai estar muito tempo. Para mim. Para os outros, passa rápido. O meu Amor não foi para o outro lado do mundo mas está no fim do mundo. Num mundo onde há casamentos todos os dias, casas novas que são velhas, muros vestidos de arame farpado, alcachofras como salada, restaurantes com moscas e mesas sujas e videochamadas pixelizadas que terminam, abruptamente, em segundos. Tenho a certeza que os dias avançam, uns a seguir aos outros, mas a minha vida está parada. Nada me sabe. Falta-me metade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Acumulo, desde 2012, quilos que não me pertencem. Tantos acumulei que a minha roupa zangou-se e não quer nada comigo. Isto deprime-me. Segundo o cálculo de IMC estou no limite do meu peso ideal. Limite é a palavra porque isto já não se aguenta mais. Acordo cansada, subo dez degraus começo a bufar e, já me aconteceu, ficar exausta a falar. Já para não falar no meu colesterol que sempre andou pelas ruas da amargura. E a roupa que não me serve. Já falei da roupa que não me serve? Em 2012, o M. começou a correr e decidi que o acompanharia. Não consegui. Não conseguia controlar aquela sensação de fogo nas pernas ou a dor de burro. Era impossível acompanhá-lo e, num misto de desilusão, fúria e vergonha desisti. Talvez nunca tenha chegado a tentar. Em janeiro, falei à R., que tinha começado a correr, em busca de inspiração. Ainda lhe disse que odiava corridas e que não era para mim mas ela ignorou os meus queixumes e falou-me do programa YupiiRun e dos bons resultados que tem tido. Fui ao site, gostei e decidi começar no final de março mas os fins-de-dia de dilúvio arrasaram com a minha motivação. Os quilos continuavam no mesmo sítio, o tempo sobrava-me, vai daí, este mês arranquei com as corridas. Amanhã ainda só vou para o quarto treino de trinta minutos, para já, só corro seis minutos e caminho um. Ainda não posso dizer que adoro correr mas, pelo menos, nem me passa pela cabeça desistir a meio de cada treino e, quando chego a casa, ainda em choque, exclamo: miúda, foste mesmo tu que fizeste isto?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

...

09.04.14

Adoro casamentos.

Odeio comprar roupa para casamentos.

 

Mas odeio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na estrada.

08.04.14

P#t@ que p@r$# as motas, os motociclos e respectivos condutores. Acabo de ser ultrapassada pela esquerda, seguindo eu na faixa da esquerda. Também já fui ultrapassada pela direita, seguindo eu pela direita. É só gente a querer falecer na estrada.

Autoria e outros dados (tags, etc)




A-DO-RO.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Não constipava desde janeiro. Não está mal. Dois meses inteirinhos. Calha mesmo bem amanhã ir ao otorrino fazer a inspecção. Estou aqui cheia de fresquinho, espirros, porcarias e ansiosa por chegar a casa, enfiar um anti-histamínico, seguir para a cama e botar o aquecimento a bombar. Só naquela de manter os níveis da facturação da EDP Gás em bom. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mas a minha mãe é a maismelhorboa. Cacos. Só porque eu tive um domingo péssimo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sabeis o que é um ferrolho? Como vistes, o ferrolho tem um fecho que, por sua vez, tem uma pega. Aquela merda é de enroscar. Com o uso, fiquei hoje a saber, a pega desenrosca sem avisar ninguém. Desenroscando, o fecho cai. Quando é que ele decidiu cair? Esta manhã, claro. Não levei com aquela porra na tola por um milímetro. UM milímetro. Acabo de contar o mesmo à minha mãe e ela recomenda que me comece a benzer pela manhã. Da maneira que isto vai, acho que até vou à missa!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando partilho a história do meu comatoso macintosh e peço de volta energia positiva, rezas das bouas e velas acesas recebo, quase sempre, histórias sinistras sobre outros iguais ao meu que adormeceram na esperança da ressureição e nunca mais voltaram. Ou, então, informação detalhada sobre longos arranjos e respectivas contas ainda mais longas. É uma cena que a malta tem, né? Para depois poder sair com um "Eu disse-te! Assado, cozido e frito.". É nas desgraças e nas gravidezes. As pobres das grávidas têm todas que levar com a conversa da sobrinha da vizinha sobre o parto que correu muito mal, os meses de enjoos ou a falta de líbido. "Não é para te assustar, mas...". Também faço isto, com certeza. Mas é estúpido, não é? Acho que vou formar um movimento. 

 

Quanto ao bichinho, aparentemente, tem salvação. Aguardo diagnóstico.

São mais cinco dias de energia positiva para este lado, fazfavorzinho. Grata.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo.

31.03.14

Sabem aquele dia em que não podemos, seja lá porque razão for, sair da cama? Ontem foi esse dia. Optei por ignorar a voz que me soprava isto ao ouvido e saí. A minha missão era fazer arroz de pato para a família. Começou logo mal quando tive que o partir em pedaços e mais parecia que estava num episódio de Dexter. Toca de limpar os armários. Atrasada, decidi cozer o bicho na panela de pressão. Não gosto muito de a usar porque nunca sei se aquela porcaria ficou sem água a meio da cozedura e, quando tenho que a abrir, não percebo bem se o ar já saiu todo. Mas o relógio não parava e tinha um arroz de pato para fazer. Estava tudo a correr bem. Quarenta minutos depois, o pato estava cozido, deixei o ar sair e preparei-me para abrir a panela. O facto de ter dificuldade em rodar a "torneira" devia ter sido suficiente para me alertar do perigo mas eu estava numa de ignorar vozes. E o universo vingou-se. A panela explodiu. Pelo mísero centímetro que se abriu saíram uns dois litros de caldo de pato. Dois litros na parede, no balcão, nos armários superiores, na porta do frigorífico, no interior das gavetas e dos gavetões, no forno, no chão e... no meu muito querido e amado macintosh. Porque é que eu tinha o computador no balcão da cozinha? Depois conto. Agora vou ali à iStore e preciso de energia positiva para ressuscitar o bichinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

As panelas de pressão, por vezes, por azelhice de quem as opera, explodem! Por isso: não ter cenas em cima do balcão da cozinha. Nunca. Especialmente computadores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

(...)

29.03.14

 

A saudade é invisível mas dói violentamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O meu nariz.

29.03.14

Acaba de expelir uma cena verde espinafre.

Nhecas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Follow Friday

28.03.14

Le Berbère Portugais

A vida de um português acabadinho de chegar à Argélia. E ao Sapinho. :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aguenta-se?

27.03.14

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Na última sexta, a bicharada decidiu invadir-me a casa. No primeiro diagnóstico eram toupeiras, no segundo, um dia depois, eram ratos do campo. Creio que o primeiro foi só para me enganar acalmar. Não funcionou. Não gosto de bichos. Não sei bem porquê, as criaturas devem ter mais medo de mim do que eu delas, mas não gosto. Nem sei se é medo, julgo ser mais nojo, mesmo. À conta disto, instalaram-se repelentes eléctricos de roedores e variáveis e há veneno em tudo o que é canto, por isso, o acesso da Micas à cave está limitado. Ora, assim, a bicha não tem como ir laurear a pevide a não ser que saia comigo de manhã e, neste caso, fica o dia todo na rua. Foi o que aconteceu ontem. Quando cheguei a casa, percebi, logo, que ia ter palpitações porque a Micas não estava à minha espera na varanda ou no jardim. Guardei o carro e tentei manter-me calma mas a aflição já estava a tomar conta da coisa. Chamei, chamei, chamei, chamei e nada. Fui para dentro, fazer de conta que me ocupava, mas dois minutos depois voltei cá fora e foi quando a ouvi miar, meio longe meio perto, mas muito aflita. Achei logo que estava presa pela coleira em algum sítio e amaldiçoei o dia em que lhe enfiei aquilo. Continuei a chamar mas nem sempre tinha resposta. Varri o jardim, os anexos, o terreno nas traseiras, chamei e chamei mas não dava com ela. Sozinha - e que estivesse acompanhada!, a ouvir a bichinha aflita mas sem lhe conseguir acudir, aparece-me a Manela e desatei a chorar. Volto a casa com a Manela atrás de mim, muito aflita e a achar-me louquinha da vida. "Micas! Micas! Micas!", ela mia-me de volta e faz-se luz no meu cérebro: está trancada na garagem do vizinho! Toco à campainha e lá explico a cena. "Não me diga! Vamos lá ver isso.". E fomos. A parva lá estava. Desfaço-me em desculpas. "Não se preocupe. Ela é da casa. Costumo chamar por ela ao fim do dia mas, hoje, não chamei. Ela é da casa. Às vezes, até anda lá por casa.". Um dia vou morrer do coração e a culpa vai ser desta gata. Parva!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Centro de Saúde é um poço de frases feitas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Não sei se há por aí seguidores desta grande série, por isso, não vou contar mas... o que aconteceu no episódio 15, da quinta temporada não-se-faz! 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje.

20.03.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ora dizei-me...

20.03.14

Não gosto nada de levantar dinheiro. Gasta-se! O raio das notas transformam-se rapidamente em moedas e, depois, nunca mais ninguém as vê! Prefiro pagar com multibanco ou por transferência. Parece-me que a maioria das mulheres sofre da mesma preferência. É assim?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta manhã, um polícia tomava o pequeno-almoço no balcão do café. Quer dizer, estava um homem vestido com o que seria a farda da PSP mas estou convencida que se tratava de uma cena para os apanhados. O senhor estava fardado e armado. Como é que eu sei isto? Porque trazia a arma no cós das calças. Atrás. Ali mesmo à mão de semear. Uma mais ligeira sacava-lhe a arma. Digo eu. Fiquei um bocadinho chocada. Mas isto sou eu, que vejo séries a mais.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Conversas.

19.03.14

Ele: Realmente, tenho algumas características que podem resultar num velho muito chatinho.

Ele: Tu... bem, tu és o que és.

Eu: Desculpa? Não queres retirar o que acabaste de dizer?

Ele: Posso retirar. 

 

E sorriu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Noto hoje, por essa web fora, uma coisa que não costumo ver no Dia da Mãe. Posts das esposas em homenagem aos maridos, pais dos seus filhos. Farei o mesmo, um dia, por certo. Mas não deixa de ser curioso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sempre fui muito friorenta, especialmente, em casa. Não sei explicar, lá é de estar mais parada ou de sempre ter vivido em pequenas Sibérias mas tenho imenso frio. Vai daí, tive que arranjar algumas técnicas para não falecer de hipotermia durante a noite. Em família sou conhecida por isso, os cobertores lá de casa iam todos para a minha cama e quando calhava de ter a minha mais velha comigo havia sempre reclamação: "mas como é que tu dormes com este peso todo?". Durmo bem, obrigadinha. Nos últimos anos descobri os lençóis térmicos e a vida mudou. Lençol térmico, seguido de um ou dois cobertores, rematado com um edredon potente. Não faltava o pijama e as meias porque, como se sabe, sou uma pessoa muito doente, que sofre de hiperdrose e bem posso estar a tiritar de frio mas os pés estão encharcadinhos, na mesma. Vidas! Para além desta artilharia toda, usava ainda a minha técnica do envelope. Primeiro é preciso ter os lençóis e cobertores bem presos no colchão, depois abre-se a roupa, com muito cuidado - no máximo, uns trinta centímetros - salta-se para cima da almofada e é deslizar por lá abaixo sem desfazer nadinha. Não há coisa melhor. Portanto, sou uma pessoa que gosta de dormir quentinha e aconchegadinha. Era! Eu era uma pessoa que dormia quieta, quentinha e aconchegadinha, depois casei e o meu mundo desmoronou-se.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Na semana em que recebemos o prémio "European Best Destination 2014" o meu muito talentoso, cheio de bichos carpinteiros, e querido amigo André Apolinário pôs a cidade a dançar (eu, estupidamente, adormeci). Idealizou, produziu e realizou este filme que mostra tão bem o Porto e os Portuenses. A minha parte preferida acontece no minuto 3:15, e a vossa? 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Se amanhã me sai o Euromilhões, compro toda a colecção primavera/verão da La Redoute. E é isto. Só por causa das coisas, vou jogar mais uma vez. Então, até amanhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Patrick J. Adams

Autoria e outros dados (tags, etc)

Adoro obras! Estou tão na área errada... :P

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foi na sexta. O Sá da Bandeira, lindolindolindo mas velhinho que dá pena, estava a rebentar pelas costuras. Foi uma barrigada de riso. Duas horas sem parar. A coisa ainda tinha mais graça quando olhava para o meu querido marido e ele falecia de riso. Adoro quando ele ri perdidamente. Aquele monólogo da Marta Gautier eramos nós, sem tirar nem pôr. Já nem sei o que teve mais graça. Foi tudo. Só não me ri quando já não aguentava mais as dores na barriga. Não vou partilhar nada do que ali foi dito nem recomendo que vejam os vídeos online. Não tem nada a ver e podem ficar sem vontade de ir como já ouvi por aí. Sei que o espectáculo vai andar por Braga e afins, não tomei nota na altura e agora não encontro informação online mas sigam o facebook da Marta Gautier e vão. Quanto mais não seja porque rir é o melhor desta vida!

Autoria e outros dados (tags, etc)




Giras. Giras. Giras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Zara. Adoro. Mas com umas sabrinas fófinhas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

FOLLOW FRIDAY

28.02.14

O Lado Lunar, do Fernando Ribeiro, dos Moonspell.

Nasceu no dia 23 e vale muito a pena seguir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

27.02.14

Se a vida não ficar mais fácil,

trate de ficar mais forte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dou por mim a gritar: mata, Ryan! MATA! E ele, mata mesmo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

 

A Lemon Jelly conquistou-me quando no guia de tamanhos vi o meu número preferido: 41. Por isso ou porque não posso ver galochas. Lembro-me dos regressos da escola primária, a saltar para cada uma das poças. Cá para casa podia ser um par de cada. Umas sevilha pretas, umas buggy indigo - são de falecer! - e as valencia taupe. Por esta ordem, querido marido.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pessoas, outra dúvida: a malta das manhãs da Comercial agora trabalha por turnos? Hora está um, hora falta outro.

Que se passa, sabeis? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

26.02.14

Quem se quiser acusar como seguidor do Conversas, pode fazê-lo aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Partiu-me o coração a partida do Tordo.

Porque me parte a partida de todos e porque o adoro.

Mas... o Ribeiro é que tem razão

Autoria e outros dados (tags, etc)



Que amor! Kelly Garrison já sabia que os seus cães, Bumper e Willis, se amavam perdidamente. A fotógrafa, Lynn Terry, pô-los numa cabine fotográfica,  esperou pelo resultado e surpreendeu-se com a mimalhice pegada. Há lá coisa mais linda? Especialmente porque, Bumper, a cadela, foi encontrada numa zona pouca recomendável de St. Loius, nos EUA, e Willis, foi salvo na maior operação policial de luta de cães. Contudo, estes dois exemplares de uma das raças potencialmente perigosas que, reza a lenda, deviam ser agressivos e odiarem-se, derretem-nos o coração com estas imagens e são a delícia da sua  família. A primeira imagem é muito espectacular! Tipo: are you talkin' me? Saudades do meu Mr. Magoo, o pitbull cor de chocolate, mais lindo, dedicado e meigo de que há memória. 

Autoria e outros dados (tags, etc)